Utilização

Termos e Condições




As Templárias - Termos e Condições
endo sempre presente a Razão, se desejais que as vossas acções (e palavras) sejam interpretadas em sentido justo, impregnai-as de lealdade e critério. Ao abrigo deste discurso, ser justa (ou justo), é permanecer imparcialmente cumpridora em todas as circunstâncias, penosas ou triviais, sem nunca se deixar arrastar por simpatias ou antipatias. Com efeito, é aplicar no exercício do seu dever, uma rectidão irrepreensível que assegure o ascendente moral. Nada de demandas inúteis; As Templárias não gostam de ser perpetuamente incomodadas com ninharias. Mas o que se exige, ordena-se de procedimento absoluto. Além disso, As Templárias devem merecer a reputação clarividente de uma União que sabe o que faz e o que quer, fazendo-o e querendo-o até ao fim.

O sinal mais seguro da fecundidade desta colectividade, de substrato generoso ainda que pouco complacente, germina justamente na sua determinação para o bem comum; se nem o capricho, nem o interesse, nem o orgulho ditam as suas decisões, os obstáculos tornam-nas firmes. Por certo que, em determinadas circunstâncias, esta colectividade ter-se-á visto forçada, por imperativo da sua missão, a tomar posições consideradas incisivas. Todavia, esta forma de abordagem do assunto não significa que As Templárias pratiquem o mal; nenhuma organização, instituição ou entidade, verdadeiramente preparada para dignificar a evolução da espécie humana, quer na forma quer na teoria ou prática, quer directa quer indirectamente, pratica, promove ou tolera comportamentos agressivos ou estimuladores de violência. A lei do sofrimento pertence ao passado. A paz existe, e quando esta é instaurada, desde logo a sua conservação e defesa tornam-se então uma prerrogativa e um dever. A disciplina moral é um meio e não um fim. Mas para isso, cumpre a todas as partes, cientes dos seus poderes e deveres legítimos irmãmente circunscritos pelas regras do respeito mútuo, evitar o risco de levar a cabo uma violação e ocasionar uma ruptura de equilíbrio. A harmonia universal supõe boas práticas e lealdade entre todos. 


Em suma, tendo como pano de fundo os termos e as condições inerentes à nossa presença na Internet, como síntese das anteriores observações, diremos, sempre de oratória precisa, envolvidas num espírito de concórdia e pela via do consenso, que quando se trata de regras importantes, ponde-vos de acordo nos termos da nota que há-de prevenir todo o perigo de equívoco.





(Direitos de Propriedade)


À semelhança dos sites www.templarias.com e www.templieres.com, todos os conteúdos deste Portal, designadamente, os textos, as fotografias, as imagens, as ilustrações, as marcas e logótipos são propriedade intelectual d'As Templárias (e respectivas entidades internas, agregadas ou consorciadas). Note-se, portanto, que estes conteúdos encontram-se protegidos por Direitos de Autor e Direitos Conexos, não podendo ser utilizados fora das condições admitidas neste Portal. Assim, desde logo, a usurpação, contrafação e aproveitamento do conteúdo usurpado ou contrafeito são puníveis criminalmente.


(Segurança)


Defensoras duma auto-organização instaurada nos bons princípios e bons costumes, As Templárias afirmam-se definitivamente respeitadoras da liberdade, dignidade e privacidade dos utilizadores, e sobretudo, comprometem-se a proteger o seu direito ao bom nome. Parece, assim, líquido que, da mesma forma, é expressamente proibida a utilização do Portal para fins ilegais ou susceptíveis de serem considerados indignos da imagem ou honra d'As Templárias. Para um correcto enquadramento neste contexto, encontra-se igualmente vedada qualquer conexão entre o site www.astemplarias.com e outros sites, sem autorização, prévia e por escrito, desta corporação.


(Acesso e Responsabilidade)


A manutenção de conteúdos do Portal é assegurada na totalidade por recursos internos. No desempenho das funções que lhe são cometidas, este site rege-se pela virtude - energia moral, esta, que se pretende que seja assimilada e vivida também na prática virtual - e pelas leis em vigor.


(Exclusão de Responsabilidade)


Para sua conveniência e informação, o site oficial d'As Templárias poderá fornecer - nomeadamente através da sua página "Links" - uma série de hiperligações para outros sítios na Internet, nacionais ou estrangeiros. As Templárias não controlam esses sites nem as suas políticas de privacidade, pelo que não assumem qualquer responsabilidade pelos seus conteúdos e pelo tratamento dos dados recolhidos aquando da sua visita.


(Jurisdição)


Conforme detalhado na cornija introdutiva desta página, pode dizer-ser, com total hombridade, que ser justo é a primeira qualidade que um ser humano digno desse nome reclama do seu semelhante. Este juízo reveste-se da maior seriedade. O uso deste site está sujeito à aceitação destas regras e de outros termos e condições legais que venham a ser adoptados. Reservamo-nos o direito de proceder à actualização destas condições sem anunciação prévia. Os avisos de modificação dos presentes termos de utilização serão publicados nesta página.